RqrbO6wSjrwRcLE2 637327473427248180

Egito otomano .. Tudo o que você precisa saber

  • Última modificação do post:março 12, 2023
  • Tempo de leitura:18 minutos de leitura
  • Categoria do post:Cultura / História

O Egito Otomano, também conhecido como Eyalet do Egito ou Egito Mameluco, foi um período da história egípcia caracterizado por seus governantes otomanos. O Império Otomano conquistou o Egito em 1517, encerrando séculos de domínio dos mamelucos. Durante esse tempo, o Egito passou por mudanças significativas em sua cultura , religião e política, que ainda ressoam hoje.

Neste artigo, exploraremos a fascinante história do Egito otomano e lançaremos luz sobre os eventos que moldaram o Egito moderno. Então venha conosco enquanto embarcamos em uma jornada para descobrir este período vibrante da história egípcia.

Egito otomano

Introdução

Bem-vindo ao nosso artigo sobre o Egito otomano! Nesta seção, apresentaremos a fascinante história do Egito sob o domínio otomano. À medida que nos aprofundamos na conquista do Egito pelos otomanos, exploraremos os antecedentes da expansão do Império Otomano e os fatores que levaram ao seu sucesso no Egito.

Também veremos figuras-chave durante o período otomano, como Muhammad Ali Pasha, e examinaremos o impacto do domínio otomano no cenário político, social e econômico do Egito. Ao final desta seção, você terá uma base sólida para entender o resto do nosso artigo, que aborda tópicos como a influência otomana na arte e arquitetura egípcia, bem como o declínio e a queda do Egito otomano.

Então prepare-se para voltar no tempo e explorar este rico e complexo período da história egípcia!

A conquista otomana do Egito

A conquista otomana do Egito foi um evento significativo que abalou o Oriente Médio e teve consequências de longo alcance para a paisagem política, social e cultural do Egito. Com a conquista do Cairo, os otomanos ganharam o controle de um dos maiores centros metropolitanos e artísticos do mundo muçulmano medieval.

Os otomanos trouxeram sua administração e sistema legal para governar o Egito, que gradualmente substituiu o sistema mameluco. A presença otomana no Egito também foi marcada pelo partidarismo, que provou ser um desafio para os otomanos navegarem. No entanto, os otomanos deixaram uma influência duradoura no Egito, evidente na arquitetura, na arte e até no sistema econômico do país.

É fascinante ver como o período otomano impactou o Egito e traçar o legado desse período ao longo do tempo.

Leia também: Cozinha Otomana .. Seu Guia Completo

Antecedentes da expansão do Império Otomano

Agora que você entende a conquista otomana do Egito, vamos dar um passo para trás e explorar os antecedentes da expansão do Império Otomano. Os otomanos começaram como um pequeno estado turco na Anatólia e lentamente expandiram seu território por meio de conquistas e alianças.

No século 14, eles capturaram Bursa e fizeram dela sua capital, estabelecendo-se como uma grande potência na região. De lá, eles se voltaram para Istambul , que finalmente conquistaram em 1453 sob a liderança de seu famoso sultão Mehmed II. Essa vitória solidificou seu lugar como força dominante no mundo islâmico e permitiu que eles se expandissem ainda mais, conquistando grande parte dos Bálcãs e da Europa Oriental.

Os otomanos também conquistaram grande parte do Oriente Médio, norte da África e partes da Ásia. A rápida expansão do Império Otomano deveu-se ao seu exército forte, administração eficiente e alianças estratégicas com outros estados. Como resultado, eles se tornaram um dos impérios mais poderosos da história, governando um vasto e diverso território por séculos. Compreender seu passado é crucial para compreender como eles foram capazes de conquistar e governar o Egito.

A Batalha de Ridaniya e a conquista otomana do Egito

Agora, vamos ao evento crucial que levou à conquista otomana do Egito – a Batalha de Ridaniya. Esta batalha entre as forças otomanas sob o comando do sultão Yavuz Selim e o exército mameluco ocorreu em 1517, perto do Cairo.

O exército mameluco, liderado por Tuman bay II, lutou ferozmente, mas no final das contas não conseguiu resistir ao poder de fogo e à superioridade numérica do exército otomano. O resultado da batalha foi a conquista do Egito pelos otomanos e o fim do sultanato mameluco.

Figuras-chave durante o período otomano no Egito, como Muhammad Ali Pasha

Agora, vamos dar uma olhada em algumas figuras-chave durante o período otomano no Egito, começando com Muhammad Ali Pasha. Como vice-rei otomano, ele trouxe reformas políticas e econômicas significativas para o Egito, como a introdução de um sistema de recrutamento e o estabelecimento de um sistema fabril para aumentar a produção de algodão.

Ele também desempenhou um papel fundamental na modernização das forças armadas do país, o que ajudou o Egito a se tornar uma potência na região. O legado de Muhammad Ali Pasha ainda é sentido no Egito hoje, e ele é amplamente considerado uma das figuras mais importantes da história moderna do país.

No entanto, houve também outras figuras importantes durante este período, como Isma’il Pasha e Tewfik Pasha, que continuaram a moldar o desenvolvimento do Egito após o fim do reinado de Muhammad Ali.

Resultados e legado da conquista otomana do Egito.

Então, quais foram os resultados e o legado da conquista otomana do Egito  Bem, em primeiro lugar, os otomanos trouxeram uma nova ordem política e social para a região. Eles introduziram uma administração e leis centralizadas, substituindo o sistema descentralizado dos mamelucos.

Eles também trouxeram o Islã como religião oficial e espalharam sua própria cultura e idioma. Os estilos arquitetônicos e artísticos do Império Otomano influenciaram as artes e construções egípcias, resultando em uma fusão de estilos que ainda é visível hoje. Economicamente, os otomanos trouxeram novas rotas comerciais e oportunidades que desenvolveram ainda mais a economia egípcia .

No entanto, o declínio do Império Otomano no final do século 19 e início do século 20 significou que o Egito ficou vulnerável a potências estrangeiras, culminando na ocupação britânica em 1882. No entanto, a conquista otomana do Egito continua sendo um ponto de virada significativo na história do país. e seu impacto ainda pode ser sentido até hoje.

Influência otomana no Egito

À medida que nos aprofundamos na história do Egito otomano, fica claro que os otomanos deixaram um profundo impacto neste fascinante país. Os otomanos trouxeram consigo uma nova ordem política e social que transformou a forma como o Egito era governado, além de deixar uma marca duradoura na cultura e na produção artística do país.

Das grandes mesquitas e palácios construídos no estilo otomano às reformas econômicas que ajudaram a modernizar a economia do Egito, a influência do Egito otomano ainda é sentida hoje. Ao continuar lendo, você verá como os otomanos transformaram o Egito na nação dinâmica que é hoje.

Leia também: Medicina no Império Otomano

Mudanças políticas e sociais trazidas pelos otomanos

Você pode estar se perguntando como a conquista otomana do Egito afetou suas estruturas políticas e sociais. Bem, permita-me lançar alguma luz sobre isso. O governo do Império Otomano trouxe mudanças significativas para a administração do Egito, incluindo a implementação do sistema de eyalet, que envolvia a nomeação de um governador para supervisionar a região.

O sultanato mameluco também foi eliminado e duas antigas capitais imperiais, Cairo e Damasco, foram incorporadas ao império. Socialmente, as ordens e irmandades sufis desempenharam um papel crucial na transformação da paisagem social e política do Egito. E embora tenha havido resistência inicial ao domínio otomano, a influência do império na cultura, arte e arquitetura do Egito ainda pode ser vista hoje.

Arquitetura e arte influenciadas pelo estilo otomano

Você ficará fascinado ao aprender sobre a maravilhosa fusão da arquitetura otomana e mameluca no Egito. Embora os otomanos continuassem as tradições da arquitetura mameluca anterior, eles acrescentaram seu próprio estilo único, fortemente influenciado pelos princípios arquitetônicos do Império Otomano.

Seus sultões trouxeram elementos europeus para as mesquitas e palácios, resultando em uma mistura de estilos na arquitetura do período. Os otomanos construíram três tipos de arquitetura de mesquita no Egito e também desenvolveram os banhos famosos no Egito otomano.

A influência otomana na arte e nas artes decorativas também foi notável, pois introduziu novas técnicas e estilos que tiveram um impacto duradouro na cultura do Egito. O estilo otomano no Egito incorporou influências dos estilos locais e indígenas, criando uma fusão única que destaca o vibrante intercâmbio cultural da época.

Aqui estão alguns dos edifícios otomanos mais importantes no Egito:

  1. A Cidadela do Cairo: Construída no século XII, a Cidadela do Cairo foi ampliada e reformada pelos otomanos no século XVI. Serviu como sede do governo para os governantes otomanos do Egito e é hoje um dos marcos mais emblemáticos do Cairo.
  2. A Mesquita de Muhammad Ali: Localizada dentro da Cidadela do Cairo, a Mesquita de Muhammad Ali foi construída por Muhammad Ali Pasha no século XIX. É um exemplo proeminente da arquitetura otomana e apresenta uma cúpula e minaretes distintos.
  3. O Sabil-Kuttab do Sultão Qaytbay: Construído no século 15, o Sabil-Kuttab do Sultão Qaytbay é uma combinação de uma fonte e uma escola corânica. Possui esculturas intrincadas e é considerado um dos mais belos exemplos da arquitetura mameluca no Cairo.
  4. A Mesquita do Sultão Hassan: Construída no século XIV, a Mesquita do Sultão Hassan é uma das maiores e mais impressionantes mesquitas do Cairo. Possui uma fachada imponente, colunas maciças e desenhos geométricos intrincados.
  5. O Bayt al-Suhaymi: Construído no século XVII, o Bayt al-Suhaymi é uma casa da era otomana lindamente preservada, localizada no bairro histórico do Cairo. Possui esculturas ornamentadas, azulejos coloridos e um pátio tradicional.
  6. A Mesquita de Al-Ghuri: Construída no século XVI, a Mesquita de Al-Ghuri é um exemplo impressionante da arquitetura mameluca-otomana. Possui uma grande cúpula, esculturas intrincadas e belos vitrais.

Impacto econômico do domínio otomano no Egito

Como discutimos anteriormente, a conquista do Egito pelo Império Otomano teve um impacto significativo na história do país. Um dos impactos mais notáveis ​​foi na economia. Durante o período otomano, a economia do Egito passou por mudanças significativas. Por um lado, os otomanos criaram um sistema de governo mais centralizado, que ajudou a simplificar a arrecadação de impostos e aumentar a receita.

Eles também introduziram novas culturas, como café e tabaco, que se tornaram as principais exportações do Egito. Além disso, os otomanos investiram em projetos de infraestrutura, como sistemas de irrigação e estradas, que ajudaram a melhorar o transporte e a agricultura. O período otomano desempenhou um papel crítico na formação da trajetória econômica do Egito e lançou as bases para o desenvolvimento futuro do país.

Egito otomano no século XIX

Egito otomano

Nas décadas intermediárias do século 19, o Império Otomano continuou suas reformas para melhorar suas forças armadas no Egito, iniciadas anteriormente por Muhammad Ali e Mahmud II. No entanto, o sultão otomano permaneceu como soberano titular do Egito até 1914. Durante esse período, mudanças nas estruturas políticas e sociais foram provocadas pelos otomanos, bem como influências na arquitetura e na arte.

Apesar disso, fatores como peste, fome, seca, inundação e inflação de preços coincidiram, contribuindo para o declínio do Egito otomano no final do século XIX e início do século XX. A ocupação britânica do Egito também teve um impacto significativo no Egito otomano, levando à sua queda. No entanto, o legado do domínio otomano no Egito não pode ser negado, abrangendo vários aspectos que permanecem influentes até a era moderna.

Declínio e queda do Egito otomano

À medida que o século 19 avançava, a influência e o poder do Egito otomano começaram a declinar. Os fatores que contribuíram para esse declínio incluíram uma economia estagnada, instabilidade política e a influência das potências europeias. A ocupação britânica do Egito em 1882 foi um golpe significativo para o Império Otomano no Egito, pois eles assumiram o controle da administração e das finanças do país.

Este período de declínio e eventual queda do Egito otomano teve um impacto duradouro na cultura e na sociedade do país, bem como em sua relação com o restante do Oriente Médio.

Fatores que contribuíram para o declínio do Egito otomano no final do século XIX e início do século XX

Como discutimos anteriormente, o Império Otomano enfrentou vários inimigos e problemas internos que contribuíram para o declínio do Egito otomano no final do século XIX e início do século XX. A falta de habilidade e poder dos próprios sultões foi um fator importante. Além disso, rebeliões, corrupção, fraqueza financeira e derrotas militares afetaram o Egito otomano.

A abertura do Canal de Suez também aumentou o interesse de invadir o Egito, e a ocupação britânica também teve um impacto significativo no declínio do Egito otomano. Compreender os fatores que levaram ao declínio do Egito otomano é crucial para entender o contexto histórico mais amplo desse período.

A ocupação britânica do Egito e seu impacto no Egito otomano

Agora vamos falar sobre o impacto da ocupação britânica no Egito otomano. Os britânicos chegaram ao Egito em 1882 e sua presença teve um impacto significativo no domínio otomano no país. Apesar do Império Otomano oficialmente ainda governar o Egito, os britânicos assumiram o controle de sua administração e economia, deixando aos otomanos apenas um papel cerimonial.

Esse enfraquecimento gradual acabou contribuindo para a queda do Egito otomano. A ocupação britânica também introduziu novas tecnologias e ideias no Egito, como sistemas modernos de transporte e educação. No entanto, também levou à exploração dos recursos egípcios e à perda de soberania.

A ocupação britânica perturbou o equilíbrio de poder na região, deslocando-a para as potências europeias e afastando-a do Império Otomano. Isso acabou enfraquecendo o controle do Egito otomano em seus territórios e abriu caminho para sua eventual queda.

Conclusão

Parabéns, você chegou à conclusão de nossa discussão sobre o Egito otomano! Ao longo desta jornada, exploramos a conquista otomana do Egito, sua influência na política, sociedade, arte e economia do país e os fatores que levaram ao seu eventual declínio.

Vimos como os mamelucos conquistados reafirmaram seu poder dentro do estado egípcio e como o declínio do Império Otomano no século 18 marcou o início de uma crise que acabaria afetando o Egito. Também discutimos a ocupação britânica do Egito e seu impacto no Egito otomano.

Ao refletir sobre as descobertas do livro, obtivemos uma melhor compreensão das narrativas de longo prazo da história jurídica islâmica e da história otomana. Espero que esta discussão tenha sido esclarecedora para você e o tenha inspirado a aprender mais sobre a rica história do Egito otomano.